Santa Beatriz da Silva, Estrela para Novos Rumos

Posted By: admin on Out 26, 2011 in Formação
bea4

Por ocasião dos 500 anos da aprovação papal da Regra da Ordem da Imaculada Conceição fundada por Santa Beatriz da Silva (1437-1492) promoveu-se, em meados de Outubro passado, em Fátima, a iniciativa de um Congresso Internacional no intuito de aprofundar o conhecimento da personalidade, da vida e da obra dessa carismática portuguesa que continua a atrair nos dias de hoje muitas mulheres para um estilo de vida exclusivamente contemplativo. De sublinhar que a Ordem da Imaculada Conceição possui actualmente cerca de 155 mosteiros espalhados por todo o mundo, onde vivem mais de 3000 monjas contemplativas.

Convém recordar que Santa Beatriz da Silva foi no seu tempo um modelo de mulher forte que no meio de tantas e tão grandes adversidades sociais e culturais foi capaz de levar adiante a sua intuição carismática: fundar uma Ordem religiosa de monjas que se dedicassem à vida puramente contemplativa à luz do mistério da Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria. E o mais impressionante é que, apesar do sigilo da clausura e da discrição da oração contemplativa, a Ordem Concepcionista veio a tornar-se num manancial de espiritualidade e de cultura para a renovação da Igreja e da sociedade de então.

No contexto da crise global sócio-económica que assola o mundo ocidental, Santa Beatriz da Silva apresenta-se-nos, pois, como uma Estrela para Novos Rumos, na medida em que o seu projecto carismático continua a ser uma semente de vida nova no meio desta sociedade esquecida do passado, descontente do presente e desconfiada do futuro.

Neste sentido, apraz-me recordar a profecia de um famoso teólogo do século XX, Karl Rahner, segundo a qual os cristãos do século XXI ou seriam místicos ou deixariam de ser cristãos. A vida monástica contemplativa continua a ser uma proposta válida e atraente para a vivência radical do misticismo cristão. Mas não é a única! É notória a explosão de novas formas de viver a radicalidade da contemplação no frenesim do compromisso social. Vale a pena continuar a aprofundar a melhor maneira de concretizar esse tal misticismo cristão do século XXI, mas sem esquecer de ir beber à fonte das espiritualidades monásticas de cariz exclusivamente contemplativo.

Que o exemplo de Santa Beatriz da Silva na saudável veneração à Virgem Imaculada e na busca da verdadeira sabedoria na terra nos ajude a chegar à contemplação da excelsa beleza de Deus neste mundo que é o nosso!

Pe. João Carlos Rodrigues, mic

Congregação dos Marianos

leave a comment