O que será abandono e docilidade?

Posted By: admin on Jan 23, 2012 in Formação
images

Há momentos na nossa vida que nem nós mesmos entendemos, porque os acontecimentos fogem da nossa compreensão e não param para nos dar explicações.

Por isso, só nos resta abandonarmos nos braços de Deus e deixarmo-nos ser carregados por Ele.

A docilidade ameniza o sofrimento e traz paz à alma. Sim, mas o que é a docilidade, o que é realmente abandono em Deus? Seria entregar os pontos, abrir mão das nossas vontades e ver a vida passar ou passar com a vida? Não. É diferente!

Diferente porque Deus não nos fez robôs ou marionetas, Ele fez-nos livres e, portanto, não somos obrigados a nada, a menos que a nossa própria consciência, prisioneira do nosso egoísmo, nos obrigue. Ou seja, perdemos a liberdade que temos quando nós mesmos nos tornamos prisioneiros das nossas vontades e deixamos o egoísmo vencer. Apesar disto, somos livres sim, livres para correspondermos ou não ao plano de Deus.

Sabendo que só seremos realmente felizes dentro da vontade de Deus, só resta, portanto, abandonarmo-nos com docilidade a cada dia e irmos dizendo sim. Muitas vezes como Maria – sem entender o ‘como se dará tudo isto’, mas acreditar, dando os passos. Abraçar o desafio proposto pelo Pe. Jonas numa das  suas pregações: ‘Caminhar como se víssemos o invisível’.

Um dia, enquanto contemplava o mar, Deus falava-me muito de abandono e docilidade. Era fim da tarde, o mar estava agitado e um barco era levado pelo vento e pelas ondas ora para lá, ora para cá e mesmo assim seguia sempre em frente.

Fiquei parada diante daquela cena maravilhosa por um bom tempo, enquanto Deus me falava que a docilidade e o abandono são por aí: o barco não seguia em frente e tranquilo, na direção desejada. Ao contrário, era a agitação das ondas e do vento que o impulsionava para frente.

Assim também acontece comigo, quando me abandono nos planos de Deus para minha vida: vou sendo impulsionada pelos altos e baixos, pelos ventos e pelas ondas, mas não estaciono, não resisto, vou na direcção que Deus me leva, pois sei que lá mesmo, ainda que desconhecido, é o meu ‘Porto Seguro’.

Dijanira Silva

Missionária da Comunidade Canção Nova em Portugal

leave a comment