Festa de Cristo Rei

Posted By: admin on Nov 22, 2013 in Formação
SANTUARIO NACIONAL DO CRISTO REI -07/05/05-

A Igreja encerra o Ano Litúrgico com a festa de Cristo Rei, coroando toda esta jornada.

Cristo Rei foi uma das últimas celebrações instituída pelo Papa Pio XI, na época em que o mundo passava pelo pós-guerra de 1917, marcado pelo fascismo na Itália, pelo nazismo na Alemanha, pelo comunismo na Rússia, pelo marxismo-ateu, pela crise económica, pelos governos ditatoriais que solapavam toda a Europa, pela perseguição religiosa, pelo liberalismo e outros que levavam o mundo e o povo a afastar-se de Deus, da religião e da fé, culminando com a 2ª Guerra Mundial.

O Papa Pio XI instituiu esta festa para que todas as coisas culminassem na plenitude em Cristo Senhor, simbolizado no que diz o Apocalipse: “Eu sou o Alfa e o Ômega, Principio e Fim de todas as coisas.” (Ap 22,13).

Nesta festa, celebra-se também a nossa participação no Reino de Deus, sob a condição de aderirmos à verdade trazida por Jesus, pela qual somos caminheiros que se dirigem à Casa do Pai, para participarmos da mesa do Reino e de assumirmos o compromisso do Evangelho.

Jesus inaugurou o Reino de Deus com a sua vida, as suas palavras e atos. Depois de ressuscitado Ele tem toda autoridade no céu e na terra ( Mt 28,18), para reinar na nossa vida com amor e salvação que Ele mesmo trouxe. Portanto, o reinado de Jesus é diferente dos reis deste mundo. Ele reina com o serviço, com a sua vida doada na cruz como sinal de entrega e sacrifício.

Ele é Rei porque foi obediente ao Pai até ao fim. Cumpriu os desígnios e a vontade do Pai para salvar as almas. Conquistou um povo santo por sua Paixão e morte de cruz.

O Reino de Jesus é oferecido a todos sem exceção, para todo aquele que crê e espera em Deus. Todo aquele que acredita no Verbo encarnado tem a vida eterna (Jo 3,16). Celebrar Cristo Rei é entregar a vida para que Jesus seja o Rei.

Hoje uma das maiores necessidades do ser humano é sem duvida, deixar-se conduzir por Deus nas suas decisões, na vivência cristã. Impera o grande individualismo e relativismo em que a pessoa cria o seu próprio mundo independente de Deus e muitas vezes da sua religião e da sua fé.

Queremos ser reis da nossa vida e da vida dos outros; dar ordens, controlar, colocar tudo aos nossos pés, dominar, manipular. Queremos os aplausos, os reconhecimentos, as honras, as glórias e esquecemo-nos que o Rei dos reis se fez pequeno, humilde, servo de todos.

Jesus lavou os pés dos discípulos na Ultima Ceia para nos mostrar que o seu reinado é diferente; que a sua comunidade e discípulos precisa seguir os seus passos; não agir como o mundo mas pelo amor servir uns aos outros na caridade e no perdão.

Deus convida-nos a deixar-mo-nos guiar por Ele; Ele quer o melhor pra nós e sabe daquilo que precisamos. Ele é o principio e o fim de todas as coisas.

Entregue meu filho a sua vida nas mãos deste Rei! Deixe Ele guia-lo, governar a sua vida, ensinar que o verdadeiro caminho se faz na sua companhia.

Tenho certeza que será diferente! Dê espaço para Jesus reinar na sua casa, na sua família, no seu casamento, no seu trabalho, na sua vocação .

Ele veio a este mundo para resgatar os seus e levar com Ele para o seu Reino. Diga a Jesus que deseja tudo isto! Ele preparou um banquete para nós e Ele mesmo vai servir-nos.

Entra Senhor na nossa vida; nós permitimos o seu reinado nos nossos corações. Seja o Senhor das nossas vidas. Amem.

Deus vos abençoe.

148447_166120776746239_4507687_n

Pe Marcos Roberto

Responsável da Missão  Canção Nova de Portugal

leave a comment