Anjo de Portugal

Posted By: Clube on Jun 10, 2015 in Formação

A devoção ao Anjo da Guarda em Portugal é muito antiga, e tomou ainda mais relevo com as aparições do Anjo em Fátima aos pastorinhos.
O Papa Pio XII aprovou a comemoração do Anjo de Portugal no calendário Litúrgico de Portugal.
Os Anjos estão encarregados da guarda dos Homens (Mt 18,10; At 12, 15) e também da proteção da Igreja ( Ap 12,7-10). A fé Cristã acredita que cada nação tem um Anjo encarregado de velar e proteger.

Os anjos, que fazem parte do mundo invisível a que se estende também a ação criadora de Deus, vivem inteiramente dedicados ao louvor e ao serviço de Deus. A inteligência humana tem dificuldade em exprimir a natureza dessas criaturas espirituais. A sua missão, porém, é-nos conhecida através da Bíblia, que, em tantos passos, dá testemunho acerca da existência dos Anjos.

Numa das audiências João Paulo II ensina-nos como devemos ser íntimos dos anjos “Cada um de nós deve educar-se para sentir os três Arcanjos como amigos e protetores junto de Deus e invocá-los frequente e confiadamente. Eles dão-nos conforto e luz chamando-nos para o céu e para aqueles supremos mistérios da fé, que para o céu mesmo nos guiam.”

Em primeiro lugar, um sinal luminoso da Providencia de Deus que jamais deixa faltar aos filhos aquilo de que precisam. Os Anjos são os intermediários entre a terra e o céu, são criaturas invisíveis postas pela infinita bondade Deus à nossa disposição para nos guiar no caminho de regresso a casa do Pai. Vêm do céu para nos reconduzir ao céu, fazem-nos desde já saborear o amor Deus.

Deus nunca deixa o homem sozinho, desorientado, desanimado pelo contrario protege o homem os povos e as nações, particularmente nos momentos de maiores dificuldades.

Que cada um reze ao seu anjo da guarda, seja sensível e saiba reconhece-lo e o livre do mal .

Anjo de Portugal livra a nossa pátria e os portugueses de toda espécie de mal
Termino com esta oração: “Vinde, Anjo de Portugal, afastar da Pátria a vós confiada os males espirituais assim como tudo o que puder perturbar a paz dos portugueses.
(Do hino II Vésperas da Festa aos Anjos)

“Deus eterno e ominipotente, que destinaste a cada nação o seu Anjo da Guarda, concedei que, pela intercessão e patrocínio do Anjo de Portugal, sejamos livres de todos os adversários. Por nosso Senhor.”
(Das Vésperas do Dia do Santo Anjo da Guarda de Portugal)

Deus Abençoe cada um de Vós, com um grande abraço!

Joaquim Dias Missionário da Comunidade Canção Nova

Joaquim Dias
Missionário da Comunidade Canção Nova

leave a comment