A VIRGEM SANTA MARIA NA MINHA VIDA

Posted By: admin on Mai 16, 2011 in Formação
maria

Ó Maria, mãe e discípula de Jesus, mãe da Igreja e minha mãe,

pediram-me para dar testemunho da tua presença na minha vida.

Como posso fazê-lo senão falando contigo,

ou melhor, cantando o meu magnificat pelo teu amor?

Foi a minha mãe quem me ensinou a conhecer-te e a invocar-te:

fez-me compreender que a oração a ti me humaniza

e me faz crescer em graça, amor e santidade.

Também o ambiente da minha comunidade paroquial

contribuiu para alimentar e fortalecer a minha devoção para contigo,

especialmente através da oração e das ofertas que te fazíamos em Maio.

Os fiéis da minha terra invocam-te como Nossa Senhora da Conceição.

Talvez por isso, ultimamente ganhei o gosto de te invocar com esta súplica:

“Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

Com frequência me vem aos lábios este modo de falar contigo.

Apareceste na minha vida ainda através do Santuário de Fátima

e de outros que entretanto me deste a graça de visitar.

Nesses lugares manifestas a tua proximidade e ternura,

actuas como mãe que não cessa de acompanhar os seus filhos.

O teu amor chegou até mim também através da tua Obra,

o Movimento dos Focolares:

Nele aprendi a descobrir-te como modelo e inspiração

e a imitar-te desejando e procurando ser uma “pequena Maria”.

Acho maravilhoso o que os evangelhos nos dizem de ti;

não me canso de meditar nos relatos dos acontecimentos em que intervéns

e nas palavras, poucas mas essenciais, que pronuncias.

Tu ensinas-me a acreditar e a dizer sim à palavra de Deus,

a vivê-la e a reconhecer as suas maravilhas na minha vida,

a seguir o teu Filho Jesus e a cooperar com o Espírito Santo,

a ir ao encontro dos irmãos, a ficar junto deles e a servi-los.

A tua presença na minha vida inspira-me o modo de crer e de viver.

Inspirado em ti, adoptei um estilo mariano de agir e de servir.

Contigo desenvolvo na minha vida a prática do amor,

a atitude de escuta e o acolhimento ao meu próximo.

“Feliz és tu porque acreditaste…”

Quanto desejo aderir assim à voz de Deus e dos seus mensageiros!

Ó Maria, mãe de misericórdia, em ti confio e a ti me entrego.

Contigo aprendo a reconhecer e a socorrer

as aflições e sofrimentos do meu próximo e da humanidade.

Quero continuar a viver o sacerdócio de modo mariano:

que, com a Palavra, os Sacramentos e o dom do Espírito Santo,

eu colabore para que Jesus nasça espiritualmente nos corações;

que eu viva em comunhão e persevere com a tua Igreja em oração;

que pela caridade pastoral eu contribua

para que a Igreja seja sempre mais uma família

onde se vive a fraternidade e se irradie o amor ao próximo. Ámen.

Padre Jorge Guarda

Vigário Geral da Diocese Leiria-Fátima

leave a comment